Novas bandas que não devem passar despercebidas | Watch and Listen!

Novas bandas que não devem passar despercebidas

As novas bandas que se deve ouvir este ano.

Há sempre nova música a surgir por todo o lado que não deve passar-vos ao lado, e para tal, o Watch and Listen decidiu falar sobre algumas bandas que vocês devem ouvir, caso ainda não o tenham feito.

Até agora, algumas das apostas do W&L para 2014 têm tido bastante sucesso, e esperemos que continue assim.


A banda constituída por Kieran Shudall, Sian Plummer, Sam Rourke e Joe Falconer vem de Liverpool e traz um indie-pop refrescante na manga. O quarteto ainda é recente, mas já foi comparado aos The Strokes e aos The Vaccines.

       


Olivver ou Bryan Sammis, nome próprio, fez parte dos The Neighbourhood onde era baterista e decidiu deixar a banda para se dedicar ao seu projeto a solo, e até agora pode-se dizer que não foi uma má decisão de todo. As suas músicas são diferentes das dos The Neighbourhood e são mais ao seu gosto.

      


O quintento de Bristol que decidiu seguir o caminho independente (não querem nada com grandes editoras), atingiu bastante sucesso com o single "Oceans" que tem mais de 2 milhões de plays no soundcloud. A banda refere os Foals e os Arctic Monkeys como as suas maiores influências.

      


A banda de indie-rock de Oxford constituída por Dave Bayley, Drew MacFarlane, Edmund Irwin-Singer e Joe Seaward, lançou o seu primeiro álbum "ZABA" no passado mês de junho e está a ter algum sucesso. As suas músicas são uma mistura de eletrónica, R&B dos anos 90 e quirk-pop, e o timbre da voz de Dave torna os temas em algo realmente diferente.

      


Passemos para as bandas portuguesas porque é sempre bom ouvir-se música em português. O duo de Alex D'Alva Teixeira e Ben Monteiro lançou o seu álbum de estreia no passado mês de maio, e desde aí o sucesso tem crescido cada vez mais. O som dos D'Alva é claramente pop cantado em português o que não se ouve todos os dias de uma maneira bem concretizada.

     


O duo formado na Nova Zelândia é composto pelos irmãos Caleb Nott e Georgia Nott. O duo é descrito como dream-pop e indie-pop também. Até agora foram comparados a Lorde talvez porque Joel Little produziu o EP intitulado "Broods", e também produziu o sucesso de Lorde "Royals". 

        


O trio de Los Angeles composto por Jesse Taylor, Michael Wilson e Jesse Carmichael, apresenta-nos o indie-pop e electropop americano. O primeiro álbum da banda "No Moon At All" saiu este mês e está a receber boas critícas.

       


A banda foi formada em 2012, mas apenas este ano é que lançaram o seu álbum de estreia chamado "Language & Perspective". O seu single "Cardiac Arrest" tem tido bastante sucesso principalmente nas rádios e charts americanos.

        


O trio de Nova Iorque é composto por Matt Hitt, Jack Ridley e Erik Snyder. O seu álbum de estreia lançado este ano, tem sindo bastante aclamado. O som da banda é descrito como post-punk.

         



O vocalista dos The Glockenwise, Nuno Rodrigues, decidiu fazer um projeto a solo que apelidou de Duquesa. O disco tem apenas 6 canções, mas 6 canções que vale a pena ouvir principalmente durante o verão, num passeio ao sol, na praia, onde quiserem. Nuno apresenta uma pop calma e melódica.

                        

O trio foi formado em Glasgow este ano e é constituído por Kris Mitchell, Pete Bruce e Dave Noble. E, basicamente trazem-nos bom rock psicadélico diretamente da Escócia e um videoclip hipnotizante como "Wandering Eyes".

                         

0 comments:

Enviar um comentário