Marina and The Diamonds: e a fruta que caiu antes do tempo | Watch and Listen!

Marina and The Diamonds: e a fruta que caiu antes do tempo

A fruta de Marina and the Diamonds que saiu antes do tempo previsto. 

O terceiro disco de Marina and the Diamonds era para ter saído só em abril, mas devido à internet (ou melhor, alguém) o álbum leakou na semana passada. O que foi totalmente inesperado porque sim, é normal os álbuns saírem na internet antes do tempo, mas dois meses antes é mesmo muito tempo. Claro que isto arruinou toda a promoção do disco de Marina porque a cantora teve a ideia de lançar uma música por mês, e cada música tinha uma cor diferente e assim ia promovendo o álbum aos poucos só que o leak estragou essa promoção visto que ainda faltavam mais duas músicas.
 
É óbvio que isto é realmente mau para Marina principalmente quando já tinha tudo preparado, e mesmo que saísse uma semana ou duas antes do lançamento não teria sido tão mau. Contudo, o álbum já está na internet e não há muito a fazer porque uma vez na web para sempre na web, por isso, falemos do álbum.

Em primeiro lugar, "Froot" é completamente diferente do "Electra Heart" por isso não esperem mais do mesmo até porque Marina disse desde logo que iria ser diferente, e não tem tantas músicas ousadas. Em segundo lugar, este álbum é muito mais maduro do que os anteriores e isso nota-se nas letras que estão bem construídas. Em terceiro lugar, os videoclips das novas músicas também são mais calmos e não são tão "heartbreakers" e "radioactive" como os do álbum anterior, mas são apropriados para as novas músicas. E mais ainda, uma das preocupações de Marina era que as músicas soassem tão bem ao vivo, ou se calhar ainda melhor, do que no álbum e a versão acústica da "Happy" prova isso mesmo.

A música "Froot" é a mais feliz do álbum porque tem aquela vibe de disco, e claro que a "Happy" apesar do nome não é a mais feliz. A "Happy" começa por nos deixar triste, mas depois leva-nos numa espécie de viagem que de uma forma nos dá conforto enquanto ouvimos a música. A "I'm A Ruin" dá vontade de praticar kung-fu como no videoclip. A música "Blue" é a que tem o ritmo mais giro, digamos assim, e lembra um pouco da "Hermit The Frog". "Forget" tem um refrão catchy do qual não nos conseguimos esquecer. Já a "Gold" é o tema que está mais à parte no disco porque a voz da cantora está diferente e estranha, e ouvindo o álbum todo esta música não entra tão bem no ouvido como as outras todas. "Pin Me Down" e "Solitaire" também seguem um pouco a ideia da "Gold", mas conseguem soar melhor porque os ritmos e as melodias dos dois temas funcionam melhor. Entretanto, o tema "Better Than That" é o que mostra melhor a capacidade de Marina e a letra lembra da era do "Electra Heart". A "Weeds" é gira porque tem um falsete, e é só isso. Em "Savages", Marina critica a sociedade de hoje em dia, e é a música mais real e atual deste registro. O álbum acaba com a "Immortal" que é uma das melhores músicas do álbum a nível de letra, vocal e instrumental.
Reparem que o álbum começa com a "Happy" e a acaba com a "Immortal". Será alguma dica? Bem, como a Marina é de certeza que sim.

Ao todo, é um ótimo álbum e tem muitas músicas relacionáveis e nota-se uma evolução nas letras. Apesar disso, fazia falta pelo menos uma música mais "uau" neste álbum para nos deixar mais surpreendidos, mas a cantora fez um bom trabalho com este álbum.

A questão que fica é: será que é este álbum que vai dar o devido reconhecimento a Marina and The Diamonds? Sinceramente, esperamos que sim porque já é merecido.

Nota: 8/10 

0 comments:

Enviar um comentário