Indie Music Fest 2015 (1º dia) - a noite de piñas coladas | Watch and Listen!

Indie Music Fest 2015 (1º dia) - a noite de piñas coladas


Na semana passada a música voltou ao Bosque do Choupal, e nós estivemos lá para te contar tudo. O Indie Music Fest realizou-se nos passados dias 3, 4 e 5 de Setembro e a afluência foi muita. Existiram concertos fantásticos e concertos não tão fantásticos, e até os medianos como em todos os festivais de música. De todos esses concertos, nós escolhemos falar dos concertos que mais gostámos de cada dia. Aqui ficam os nossos concertos preferidos do primeiro dia do Indie Music Fest.

Bispo


Os Bispo foram sem dúvidas os vencedores na noite. Já estando presentes na minha lista de oito bandas a não perder durante a edição do Indie Music Fest deste ano, tenho a dizer que em nada desiludiram. Com bastante afluência e grande espírito de festa, os Bispo souberam dar o melhor início a este festival, que prometia ser deleitoso. Muitas piñas coladas e folia se fizeram notar neste breve e divertido serão, que disparou direto para o espírito festivo de todos os presentes que celebraram (e bem) o concerto. O típico e habitual crowdsurfing não faltou, e a julgar pelos sorrisos não fomos as únicas a gostar do que ali se passou.


Bispo @ Indie Music Fest 2015

Eat Bear


Uma das mais agradáveis surpresas do festival, os Eat Bear foram das nossas atuações preferidas. Os jovens mostraram saber e bem o que fazem, e pretendem ao subir a um palco: provocar euforia e meter toda a gente a abanar o capacete. E não só. Os Eat Bear conquistaram-nos desde a primeira música, e mostraram bem o que valem. Ninguém ficou indiferente e houve muita aderência aos jovens que mostraram-se enérgicos até à última gota. Muito mosh e muita alegria, foi assim Eat Bear. Até uma próxima, com certeza.


Eat Bear @ Indie Music Fest 2015

Cave Story


Os Cave Story que também estavam na minha lista de oito bandas a não perder, foram nada mais, nada menos, que o mesmo de sempre. Não que seja mau, porque não é. Enérgicos, mas menos potentes que no Musicbox, os Cave Story souberam entreter e divertir o jovem público que ali se encontrava. Não só entreter, como também oferecer o que estes jovens procuravam: um local onde pudessem fazer mosh e crowsurfing a toda a hora. Na mesma linha de sempre, podemos afirmar que apesar disso, foi um bom concerto. Ainda assim, inovar não seria má ideia.


Cave Story @ Indie Music Fest 2015



Reportagem 2º dia: http://watchandlistenpt.blogspot.pt/2015/09/indie-music-fest-serviram-se-panados-e.html

Reportagem do 3º dia: http://watchandlistenpt.blogspot.pt/2015/09/indie-music-fest-3-dia-musica-para.html


Texto: Alexzandra Souza
Fotografias: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário