Entrevista a João Carvalho | Watch and Listen!

Entrevista a João Carvalho


Nos Portugal Festival Awards, estivemos à conversa com o João Carvalho, da Ritmos e Pic Nic. Durante a entrevista, falámos do Paredes de Coura (o grande vencedor da noite), dos concertos de Beach House e do Kurt Vile, e, ainda, sobre os prémios. Leiam a entrevista a João Carvalho na íntegra. 



Watch and Listen: Qual foi a sensação de esgotar todos os dias do Vodafone Paredes de Coura? 

João Carvalho: Foi ótima. Esperávamos isso há 23 anos. Não é que fosse um objetivo mas quando se faz um evento queremos que corra da melhor maneira. E esgotar dá-te uma estabilidade financeira, dá-te uma segurança para fazeres uma próxima edição ainda melhor. E mais que a sensação é esse conforto. De fazer uma edição no ano a seguir em que melhoremos, como eu costumo dizer, aquilo que já está bem feito. E por isso, estamos já pensar nas melhorias do ano passado. Também, obviamente, temos de fazer um cartaz que dignifique o Paredes de Coura. Nem sempre é fácil, mas é a altura mais entusiasmante. Eu costumo dizer que tenho mais entusiasmo a contratar do que depois com o próprio festival porque é a fase excitante. É um bocado os miúdos na altura do Natal, a escolher as prendas, portanto, é assim que nos sentimos nesta fase. 

W&L: Já se pode adiantar alguma novidade em relação aos nomes para o Paredes de Coura? 

João: Nós queremos anunciar ainda antes do Natal, até para promover o pack da Fnac. Depois do que aconteceu em Paris, os agentes estão nesta semana a ponderar muito bem o que é que vão fazer, portanto, não é uma semana fácil. Nem será um mês fácil para contratar bandas, mas brevemente já teremos certezas. Estamos a negociar desde julho deste ano, mesmo antes de começar o festival já estamos a preparar o outro e é isso que estamos a fazer agora. 

W&L: Podes falar-nos sobre os concertos dos Beach House e do Kurt Vile? 

João: Sim, são dois concertos esperados com lotação esgotada. Kurt Vile está quase. Beach House tanto em Lisboa como no Porto estão esgotados. São dois bons concertos. Dois artistas que têm discos novos e, portanto, espera-se que sejam realmente concertos memoráveis. Nós gostamos de fazer concertos memoráveis. Nós gostamos de fazer concertos com os quais nos identifiquemos. Somos mais felizes a trabalhar assim. Quando promovemos e fazemos concertos com bandas que gostamos.  


W&L: Qual é o prémio que mais gostarias de ganhar esta noite?

João: Nós não fazemos estas coisas pelos prémios, não é? Os prémios são bem-vindos, obviamente, e dão-nos moral, mas se tivesse que escolher um era o de Melhor Programação tanto no Primavera Sound como no Paredes de Coura. Acho que era um prémio merecido, mas gostei imenso de ganhar o de Melhor Campismo porque demonstra o cuidado e a preocupação que temos com as pessoas, e porque realmente Paredes de Coura é uma história de amor. Eu repito esta frase até à exaustão. É um festival feito no recinto onde todos brincávamos quando éramos miúdos, e onde brincamos agora que temos mais 23 anos em cima. Continuamos com a mesma cumplicidade e com a mesma amizade entre todos, e, portanto, é a melhor semana das nossas vidas. E, portanto, ganhar o campismo é bom porque nós pomos tanto rigor nas condições das pessoas, como, na programação do festival. 

W&L: Falando no Primavera Sound, vão haver novidades em breve? 

João: Sim. O Primavera já tem grande parte da programação. Não digo confirmada, mas planeada. Brevemente, vamos lançar os nomes. Não temos ainda uma data definida.   

0 comments:

Enviar um comentário