Kurt Vile & The Violators no Armazém F: reportagem | Watch and Listen!

Kurt Vile & The Violators no Armazém F: reportagem

 

Na passada terça-feira, dia 24 de Novembro, fomos até ao Armazém F para ver o concerto de Kurt Vile & The Violators organizado pela Pic-Nic Produções. O espaço estava praticamente lotado, tudo para ver o regresso de Kurt Vile & The Violators ao nosso país. Recordamos que a última vez que atuaram cá foi em 2014, no Festival Paredes de Coura.

A primeira parte ficou a cargo dos Lushes. A música dos Lushes é um oposto da música de Kurt Vile. Para quem não sabe, os Lushes são um duo proveniente de Nova Iorque que conta com James Ardery (vocalista, guitarrista) e Joel Myers (baterista) na formação. Quase ninguém conhecia o rock potente que os Lushes tinham para oferecer. Mas confiamos que angariaram fãs nesta noite. Inicialmente o público não se mostrou tão receptivo como esperávamos. Mas lá para meio do concerto, começámos a ver algumas cabeças a abanar e alguns sorrisos. Isto indicava que os Lushes finalmente tinham conseguido, o que eles próprios dizem ser um desafio: conquistar fãs do Kurt Vile. A simpatia e o rock contagiante e enérgico dos Lushes no final de contas conseguiu conquistar, e os rapazes abandonaram o palco satisfeitos com os resultados. Para os curiosos a banda já possui dois álbuns e podem ouvi-los no Spotify. Nós aconselhamos.


Lushes @ Armazém F


De seguida, subiu a palco Kurt Vile e o seu fantástico cabelo, que mete inveja a qualquer um. E claro, mais os seus Violators. O Armazém F por esta altura já estava praticamente esgotado, ainda mais cheio do que durante Lushes. A ansiedade sentida era notória e mal o concerto começou conseguimos verificar vários jovens (e não só) em total êxtase. O Armazém F ficou então em silêncio durante quase duas horas para ver e ouvir o belo serão que se seguiu. Ver Kurt Vile de olhos fechados foi uma prática experimentada por quase todos os elementos do público nesta noite. Quase ninguém se atrevia a gritar letras. Só se murmuraram letras naquela noite. Seria inconveniente, e sobretudo feio, estragar o belo concerto ao pronunciar as letras demasiado alto. E embora seja muito raro existir essa noção, este público tinha essa noção. Foi totalmente arrepiante e divino. Da setlist fizeram parte os temas conhecidos por todos nós como "Pretty Pimpin", "I'm an Outlaw" e "Baby's Arms". Fizeran maioritariamente parte da setlist, temas do novo álbum, "b'lieve i'm goin down...", já que era um concerto de apresentação do novo álbum. Houve tempo para a meio do concerto, os Violators abandonarem o palco e deixarem Kurt Vile sozinho, a tocar algumas músicas em modo acústico. Foi arrepiante e um dos pontos altos deste belo concerto. Depois os Violators voltaram, claro, e tocaram até ao final com Kurt Vile. Os sorrisos na cara do público confirmam a simpatia que Portugal sente por Kurt Vile. Kurt Vile encantou tudo e todos com a sua música (e o seu cabelo maravilhoso), e está de parabéns. Foi irrevogavelmente o concerto da noite, como seria de esperar. Superou as altas expectativas e deixou-nos a desejar por mais. Até uma próxima.


Kurt Vile & The Violators @ Armazém F


Texto: Alexzandra Souza
Fotografias: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário