Os Capitães da Areia no CCB: o dia em que os teclados transcendentais deram origem a um comboio | Watch and Listen!

Os Capitães da Areia no CCB: o dia em que os teclados transcendentais deram origem a um comboio


No passado dia 30 de Abril, fomos até ao Centro Cultural de Belém para ver o concerto d'Os Capitães da Areia. Fazia um ano desde o lançamento do álbum "A Viagem dos Capitães da Areia a Bordo do Apolo 70" e para marcar esse momento especial Os Capitães da Areia estavam em Belém, para atuar pela primeira para um CCB. Como já mereciam há muito tempo. Depois do disco que contou com participações desde os Capitão Fausto, Samuel Úria até nomes como Lena D'Água, Rui Pregal da Cunha e até mesmo Toy, os Capitães da Areia encontravam-se perante um CCB cheio para ver o grande concerto que iria ali se dar. Todos de branco, como habitual, a banda fez uma entrada especial e enérgica. Por último, e passado algum tempo, entrou em palco Pedro de Tróia com a sua famosa "guitarra" de ténis. A banda, nas primeiras músicas encontrava-se um pouco nervosa, mas nunca menos enérgicos ou fantásticos. O nervosismo foi curto e repentino e após as primeiras músicas a banda voltou a ser a mesma de sempre: relaxada, confiante e solta.

Os Capitães da Areia não são uma banda que se veja sentado. Talvez daí adveio o nervosismo da banda, já que nos encontrávamos num auditório e o público estava sentado. É quase um crime ver uma banda tão enérgica e com músicas tão eletrizantes e que dão vontade de dançar, sentado. No entanto, cometeu-se esse crime no início do concerto. O tímido público abanava a cabeça e o corpo, a vontade de saltar dos assentos era notória, mas ninguém o fez até a banda apelar a tal. Mal se ouviu o apelo de António, na bateria, o público levantou-se e mostrou o que valia na pista de dança. A sala do Pequeno Auditório do CCB transformou-se, então, numa festa tropical e os assentos quase foram esquecidos. Pairou a sensação de que estávamos perante uma pista de dança ampla. Mais que merecido para a banda, e para o público que celebrou até ao fim. Pedro de Tróia sugeriu ao público que fizesse um comboio e eis que... outrora o público que se julgava tímido demonstrou ser tudo menos tímido. Lá se formou o comboio que só cresceu e demorou a morrer. Circulou por toda a sala, indo até parar em cima do palco. Foi um momento excepcional e que mostrou o quão o público estava a gostar da energia única que a banda passa. Ouviram-se canções aclamadas pelos fãs como "Dezassete Anos" ou "Arco das Portas do Mar". Na canção, "Menina Bonita do Cinema" houve um convidado especial que deixou toda a plateia derretida. O menino que protagoniza o videoclip de "No Tempo das Sereias" subiu ao palco com a banda, gerando o momento mais fofo do concerto. "A Partida Para o Espaço" foi tocada mais que uma vez, e por todo o lado ouvia-se "quero pão com marmelada", o grito já bem característico de um concerto desta banda. Ir a um concerto d'Os Capitães da Areia é festa prometida. É mais que certo e sabido. A responsabilidade de tocar num palco tão importante era grande, mas a grande tarefa foi cumprida: deu-se um excelente concerto que deixou todos com um sorriso largo e com vontade mais e mais.


Os Capitães da Areia @ CCB


Texto: Alexzandra Souza
Fotografias: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário