MEO Sudoeste: 20ª edição com direito a fogo-de-artifício | Watch and Listen!

MEO Sudoeste: 20ª edição com direito a fogo-de-artifício


O MEO Sudoeste voltou para a sua 20ª edição à Herdade da Casa Branca, nos dias 3, 4, 5, 6 e 7 de agosto. O cartaz deste ano contou com vários nomes de géneros musicais diferentes, entre eles muitos portugueses. Contou ainda com as estreias de Sia e Wiz Khalifa em Portugal.


No dia 4 de agosto, o Virgul, que foi o único português a subir ao palco principal, trouxe as suas músicas e recordações da sua ex-banda, os Da Weasel. Virgul cantou temas icónicos da banda, conseguindo meter o público a vibrar, cantar e saltar ao som de "Dialectos da Ternura". Ao mesmo tempo, criou novas memórias para os fãs dos Da Weasel. A seguir, Wiz Khalifa estreou-se em Portugal . O rapper era aguardado cá há muito tempo o que se notou na reação das pessoas a cantarem as músicas em uníssono, deixando-o com um sorriso na cara. Este concerto provou, mais uma vez, que concertos de hip-hop/rap funcionam bem no nosso país e são necessários ainda mais. Isto é algo que o MEO Sudoeste já se apercebeu há muito tempo, só falta mais festivais começarem a pensar nisto. Martin Garrix acabou a noite em grande com um espectáculo incrível de luzes e que até mereceu fogo-de-artifício. O DJ holandês passou ainda o seu novo single com a Bebe Rexha, "In The Name Of Love".

MEO Sudoeste: dia 4 de agosto

O dia 5 de agosto contou com Damien Marley que trouxe um pouco da história do reggae cantando músicas do seu pai, Bob Marley. Um concerto que uniu os fãs mais novos e os mais velhos do reggae. No palco Moche Room houve uma curadoria dos Orelha Negra, com DJ Set dos próprios, por onde passaram vários artistas novos, entre os quais, Slow J, Profjam e Holly Hood. O produtor e rapper Slow J lançou o seu primeiro EP, "The Free Food Tape", em 2015 o que lhe trouxe uma grande legião de fãs. No Moche Room já havia fãs na primeira fila com cartazes para o músico que ficaram em êxtase quando Slow J entrou em palco. As músicas do EP, e a alegria do público fizeram parte do concerto. A seguir, Profjam e Holly Hood trouxeram mais bons momentos do hip-hop português para esta curadoria.

MEO Sudoeste: dia 5 de agosto

Sia, James Morrison e Diogo Piçarra fizeram a festa no dia que levou mais pessoas até à Zambujeira do Mar. Cerca de 48 mil pessoas estiveram presentes no sábado, dia 6. O português Diogo Piçarra abriu o palco MEO com os Karetus, e com Isaura na música "Meu É Teu". Diogo é um artista com bastante sucesso em Portugal que cresce cada vez mais ao vivo, valendo-lhe o estatuto de abrir este palco. Já tem pessoas a saberem as letras das músicas e uma boa presença em palco. De seguida, veio James Morrison que não atuava no MEO Sudoeste desde 2012 e que passou em Portugal, a última vez, em 2013 no MEO Marés Vivas. O cantor britânico tocou alguns dos seus maiores êxitos, sendo que, "Broken Strings" e "You Give Me Something" foram os mais celebrados e cantados. No fim do concerto de Morrison, começa a ver-se as pessoas a aproximarem-se do palco MEO para verem um dos concertos mais aguardados da noite e do ano: Sia. A cantora, que não mostra a cara por problemas pessoais, veio acompanhada pelos seus bailarinos como Maddie Ziegler, e ainda trouxe a atriz Kristen Wiig criando um momento especial para quem reparou. Ao longo do concerto, em cada música os diferentes bailarinos faziam a sua interpretação muito própria dos temas da cantora o que torna o espectáculo dela ao vivo muito especial. A voz de Sia, os dançarinos, as músicas mais calmas, as músicas mais dançáveis, e o público tornaram este concerto num dos melhores deste ano no nosso país. Ainda bem que a cantora decidiu fazer uma tour e vir cá para se poder testemunhar esse momento. Antes do concerto de Steve Aoki, houve fogo-de-artifício para celebrar esta 20ª edição do festival.

MEO Sudoeste: dia 6 de agosto

No último dia do MEO Sudoeste, Neev abriu o palco Santa Casa mostrando o seu talento. Jimmy P que, tal como Diogo Piçarra, tem tido muito sucesso abriu o palco MEO e atuou com Diogo o tema "Entre as Estrelas". April Ivy conseguiu encher o Palco Santa Casa no seu concerto. A cantora que assinou pela Universal França e já anda a fazer sucesso com o seu primeiro single "Be Ok", mostrou que poderá vir a ser uma das próximas estrelas da pop em Portugal e talvez até lá fora. A cantora soube dar um bom concerto com músicas dela, e com algumas covers, interagindo sempre que possível com o público e a conquistá-lo.  

MEO Sudoeste: dia 7 de agosto 

0 comments:

Enviar um comentário