The Get Down: a importância da música | Watch and Listen!

The Get Down: a importância da música


As bandas sonoras são um aspeto complementar das séries. Por vezes são tão importantes como as personagens e os plots. Este é o caso de "The Get Down", criada por by Baz Luhrmann e Stephen Adly Guirgis, em que a música contribui em grande parte para a história e é o seu pilar ou não seria um drama musical. Apenas com seis episódios na primeira parte, os momentos musicais estão carregados de cultura.

A série fala sobre o crescimento do hip-hop e da disco durante o caos financeiro e violento no Bronx, em Nova Iorque, nos anos 70. A música, a dança e o graffiti expandiram-se nesta altura e "The Get Down" retrata isso mesmo, pois, acontece em 1977. Do lado do hip-hop, há Ezekiel Figuero que conhece Shaolin Fantastic, um artista de graffiti e aspirante a DJ. Ambos formam a banda The Fantastic Four Plus One com os amigos de Ezekiel: Ra-Ra Kipling, Marcus Kipling e Boo-Boo Kipling. Com esta banda pode ver-se os primórdios dos DJ sets e como os DJs conseguiam fazer barulho com apenas dois discos de vinil. No lado da disco, há Mylene Cruz com uma voz fantástica que se junta às suas amigas, Regina e Yolanda Kipling, para criarem um grupo de música disco. O objetivo de Mylene é sair do Bronx com o sucesso da sua carreira musical.

"The Get Down" é um drama musical, como tal, as canções que aparecem nos episódios são sempre novas adições à história. A banda sonora que saiu no verão de 2016 com o carimbo da Sony Music, conta com os temas que aparecem na série, alguns mais antigos e outros de artistas contemporâneos. O criador Baz Luhrmann diz que ao usar músicas clássicas e contemporâneas ao mesmo tempo "ligam os pontos entre o passado e o agora". O que é exatamente a sensação que se tem a ouvir as 24 músicas presentes no álbum. Os artistas como Janelle Monaé, Kamasi Washington, 6LACK, Lyn Collins, Leon Bridges, Christina Aguilera, Nile Rodgers, Donna Summer e Grace fazem a ponte ideal entre o presente e o passado.

Em relação às musicas originais da série, são cantadas pelos atores. Herizen F. Guardiola, que faz o papel de Mylene Cruz, consegue realizar interpretações dos temas "Set Me Free", um dos mais icónicos ao longo do plot, e "Be That As It May" que é um momento bastante marcante. Ao mesmo tempo, o ator Justice Smith que é Ezekiel Figuero surpreende nas canções "This Ain't No Fairy Tale" e "Zeke's Poem (I Am The One)" com as suas palavras agressivas e rimas fortes. As personagens Mylene e Ezekiel juntam as suas vozes e palavras em "Up The Ladder", uma música emocional que mostra o melhor de ambos. Outro momento musical com grande importância é quando há um confronto no Bronx entre a banda de Ezekiel, Shaolin Fantastic e os seus amigos com um grupo rival. "Get Down Brothers vs Notorious 3" é o título do tema, e aqui cada um dos rapazes mostra as suas melhores rimas e vozes enquanto Shaolin Fantastic mete a batida, e a meio da música ele mete um bocado da música de Mylene, "Set Me Free", o que resulta num momento mágico e inesquecível para os espectadores de "The Get Down".

A banda sonora da primeira parte de "The Get Down" é uma parte essencial para a história da série que às vezes parece passar despercebida por algumas pessoas principalmente por não ter sido nomeada para nenhum prémio. As músicas retratam o ambiente e a expansão da arte que se estava a concretizar nos anos 70 no Bronx, por isso, é que este disco foi muito bem concretizado para esta série. Até quem nunca viu um episódio pode ouvir e gostar.



Texto: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário