Tesouros Revividos: "Favourite Worst Nightmare" dos Arctic Monkeys | Watch and Listen!

Tesouros Revividos: "Favourite Worst Nightmare" dos Arctic Monkeys


No dia 17 de Abril de 2010, os Arctic Monkeys lançaram o seu segundo álbum. Pois és, dez anos passaram e “Favourite Worst Nightmares” não perdeu a estaleca. A banda constituída por Alex Turner, Matt Helders, Jamie Cook e Nick O’Malley não consegue fazer um álbum mau.
Com “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not” (2006), os Arctic Monkeys já tinham dado provas suficientes de que seriam uma das grandes promessas do Indie Rock, do século XXI. Com “Favourite Worst Nightmare”, não houve margem para dúvidas : estes quatro rapazes não estão aqui para brincadeiras.
Podemos constatar que houve de facto um “processo de amadurecimento”, do primeiro para o segundo álbum; “Favourite Worst Nightmare” trouxe-nos uns Arctic Monkeys “mais crescidinhos”. Menos Garage Rock e letras mais profundas. “505” e “Flourescent Adolescente” são dois exemplos disso. “505”,que segundo o Alex Turner foi a primeira música digna de ser considerada uma “love song”, fala-nos de uma separação e de todos os sentimentos que vêm atrelados com esta. “Flourescent Adolescent” é sobre a transição triste para a vida adulta. Acho que estas duas músicas  provam, claramente, que não nos encontrávamos perante os mesmos jovens que fizeram “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not”: os nossos rapazes estão deveras mais crescidinhos. 
Não esquecer “Brianstorm”, que foi o tema que marcou o regresso da banda. Diretamente para os tops internacionais, este hit é frenético e está pronto para deitar qualquer casa a baixo. 

No geral, “Favourite Worst Nightmares” é um dos melhores trabalhos dos quatro rapazes de Sheffield. Não desiludiu e só nos deixou mais agarrados à banda. 


0 comments:

Enviar um comentário