A intemporalidade de Harry Styles | Watch and Listen!

A intemporalidade de Harry Styles


O Harry Styles, o ex-membro da banda One Direction, lançou-se finalmente a solo com o seu disco de estreia este ano. O que já era esperado mais cedo ou mais tarde, mas que não deixou de surpreender. Como tal, tem vindo a afirmar-se como o ótimo artista eterno que é.

Quando Harry Styles ainda estava na sua banda, muitos eram os rumores de que se iria lançar a solo ou que até seria o primeiro a fazê-lo. Sendo que, muitas pessoas sempre pensaram que se ele o fizesse seria o que teria mais sucesso. Porém, deixou-se ficar até a banda acabar e até todos os seus membros se lançarem a solo também. Dito isto, Styles é o que tem o melhor projeto dos outros quatro (Niall Horan, Liam Payne, Louis Tomlinson e Zayn Malik). A prova disso está no álbum homónimo que parece algo que tem vindo a trabalhar desde sempre e só ficou realmente pronto agora.


Em relação ao álbum, as músicas são intemporais e não passageiras como as da sua anterior banda. Styles recorreu às inspirações mais antigas e o disco soa a um rock clássico que podia ter saído nos anos 70. Até a sua postura e a forma como se apresenta em público faz lembrar de um Mick Jagger nos seus 20 e poucos anos. Como se viu quando foi ao "The Late Show With James Corden" e participou no Carpool Karaoke. "Harry Styles" vai ser um LP ouvido por muito tempo porque o género musical das canções não vai passar de moda. Com temas que conquistaram muitas pessoas quer adorassem quer odiassem os One Direction. Com temas que jovens, mães, pais, mães, avós, avôs, ou até a família, ouvirão e gostarão por ser um disco tão intemporal.

O início da sua carreira a solo começou tão bem que até convidou Stevie Nicks para atuar com ele num concerto em Los Angeles. Nicks e Styles cantaram o tema dele "Two Ghosts" e "Landslide" dos Fleetwood Mac. E foi apenas o princípio disto tudo e de certeza que no futuro irá acontecer muitas mais boas surpresas para o artista.


O primeiro álbum a solo de Harry Styles, a forma como o lançou e a sua atitude mostram a sua intemporalidade. Styles é um artista que, provavelmente, irá continuar a crescer e a melhorar. Assim, daqui a muitos anos ele e as suas músicas ainda serão lembradas. 

Texto: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário