Vida Salgada Para Sempre no Musicbox: reportagem | Watch and Listen!

Vida Salgada Para Sempre no Musicbox: reportagem

Não será errado dizer que camaradagem se pode traduzir no espectáculo que presenciámos com Filipe Sambado & Os Acompanhantes de Luxo e convidados como Luís Severo, Cecília Henriques e Maria Ferreira, dia 18 de janeiro. O Watch and Listen esteve a abanar os ombros com Vida Salgada Para Sempre no Musicbox e foi isto que trouxemos no coração.
Já estávamos com as cordas vocais aquecidas e as letras na ponta da língua, não tivessem sido divulgadas, quase em countdown, as versões acústicas das músicas que fazem parte do álbum Vida Salgada, preparando-nos para um concerto intimista e que nos fez sentir em casa. A expectativa estava lançada e a sala estava cheia.
Sambado chegou ao palco como já nos habitou: a desconstruir padrões de género e a construir proximidade com aqueles que estão no outro lado (e, neste caso, com aqueles que estavam ao seu lado). Começou assim a despedida de Vida Salgada, um ano e dez meses depois. Filipe Sambado com Os Acompanhantes de Luxo e Filipe Sambado com convidados. Duas partes de um só concerto. 
Os Acompanhantes de Luxo, constituídos por C de Croché, Oriano, Luís Barros e Primeira Dama, foram o suporte instrumental (quiçá vocal) para todo o acontecimento que se desenrolou à frente dos nossos olhos. Moda, Aprender e Ensinar e Subo a Montanha foram alguns dos temas tocados. 
De repente, parece que o concerto está para acabar. Foi dado o aviso: deixamos (só) Filipe Sambado e damos lugar a um círculo mais reservado.
Quase como se passássemos de um público desconhecido para uma roda de amigos próximos, o palco passa a ser ocupado pelos convidados. Luís Severo passa de ouvinte a voz e sobe ao palco com Já Não Vou Sair Daqui, transformando lentamente a atmosfera da sala. Piadas astrológicas à parte, o público acabou envolto numa sala com luzes fracas e emoções fortes. Cecília Henriques solta a voz em Telhados de Vidro. E se estivessem à procura de ficar arrepiados, teriam aqui a vossa oportunidade: poucos foram aqueles que não ficaram de queixo caído com os agudos melodiosos da actriz. Maria Ferreira, irmã do cantor, foi a voz que acompanhou temas como Nó do Peito e Gosto Tanto de Te VerRoda a Garrafa e Tabaco reuniram não só as vozes dos convidados que preencheram o palco, como também as vozes do público, que cantou em uníssono e dançou com energia suficiente para agitar o Musicbox.
Como se todo o rodopio entre Acompanhantes e Convidados, entre vozes e público, não fosse suficiente, Sambado responde às provocações do público e vira as costas para Ass Sambado. Apesar de não fazer parte de qualquer álbum do artista, não foi impedimento para que se tornasse rapidamente numa das recordações mais divertidas da noite e merecesse aplausos.
Há ciclos que ficam por encerrar, mas Vida Salgada Para Sempre esteve à altura dessa responsabilidade e acabou de forma memorável neste espaço da Rua Rosa. Vida Salgada (2016) foi o álbum de estreia de Filipe Sambado e, como já sabemos, "a nostalgia só vem, nunca vai". Cá entre nós, mal podemos esperar para saber o que ainda estará por vir. É já em Março!

Vida Salgada para sempre @ Musicbox

Texto: Carina Soares
Fotos: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário