Os melhores concertos do NOS Primavera Sound 2018 | Watch and Listen!

Os melhores concertos do NOS Primavera Sound 2018


O NOS Primavera Sound já acabou há alguns dias atrás, mas ainda é altura de recordar alguns momentos. Entre 7 a 9 de junho, passaram pelo Parque da Cidade, no Porto, dezenas de artistas e bandas, contando ainda com milhares de pessoas.

Após vários concertos ao longo destes três dias, no final começa-se a pensar no que foi visto e escolhe-se os favoritos. Como tal, seguem-se cinco escolhas dos que foram mais marcantes e melhores.

Lorde

No primeiro dia, a coroa pertenceu à rainha Lorde. Num alinhamento bastante equilibrado entre os dois álbuns, Pure Heroine e Melodrama, a cantora da Nova Zelândia destruiu o palco com a sua pop consistente. Ficou encantada pelo público e deixou o mesmo ficar ainda mais apaixonado por ela. Estava sempre a falar das energias vindas das pessoas que a deixaram realmente feliz.

Father John Misty

Josh Tillman não sabe dar um concerto mau. Apesar de agora andar mais contido ao vivo, permite apreciar ainda melhor as suas mais recentes letras políticas dos dois últimos álbuns. Num concerto que poderia ter ainda mais tempo, a gosto de muitos, conseguiu-nos levar ao seu universo. Foi, talvez, a primeira vez que o público português cantou quase todas as suas músicas do princípio ao fim. O que o deixou feliz, aparentemente.  

Vince Staples

Entre os três nomes do hip-hop que passaram pelo festival: Tyler, The Creator, Vince Staples e A$AP Rocky, o segundo deu o melhor concerto. Sozinho em palco, sem precisar de alguém escondido a puxar pelo público, o rapper de Ramona Park mostrou que não brinca em palco. Atirou os seus melhores singles durante cerca 60 minutos. Até houve tempo "Ascension", o tema que fez com os Gorillaz no último álbum deles. Apesar da multidão, provavelmente mais ansiosa para ver A$AP Rocky, não se mostrar tão entusiasmada, Vince Staples fez a festa toda na mesma.

 

Nick Cave & The Bad Seeds

No último dia quem levou o prémio para casa foi Nick Cave, definitivamente. A dominar o palco numa maneira maravilhosa como se fosse um deus, e a cantar perto das pessoas como se tivesse poderes mágicos, Nick Cave trouxe uma presença grandiosa inesquecível. Deu tudo e ainda levou os corações de todos na viagem de regresso. Um concerto que ficar nas memórias das pessoas durante vários anos, de certeza.

Arca

Já Alejandro Ghersi trouxe o melhor after que o festival podia ter tido no dia final. Arca fez um DJ set frenético com espaço para pop, chicotadas e até metal. A sua postura irreverente também ajudou à festa. "You have braved the storm, girl" afirmou ele, e a realidade é que todos os presentes sobreviveram à tempestade para o verem e valeu a pena.  

Texto e foto: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário