Florence & the Machine - High as Hope | Album review | Watch and Listen!

Florence & the Machine - High as Hope | Album review

Photo: Tom Beard

Após quatro anos de tour e teasing das gravações em estúdio, Florence apresenta-nos o seu mais recente trabalho, High as Hope.


Florence Welch (mais conhecida como Florence and the Machine) lançou na sexta-feira, 29 de junho, o seu quarto álbum de estúdio, High as Hope. O álbum é composto por dez músicas, todas elas dentro da vibe que tanto a diferencia de outros artistas indie: harmonias soft, complementadas pela sua poderosa voz.


Este parece ser o disco onde, por fim, Florence encontra o seu verdadeiro eu. Com uma energia mais relaxada, High as Hope é o disco mais delicado e íntimo da artista. Parece trocar as fortes batidas, ritmos e orquestras dos seus anteriores trabalhos por melodias mais simples e, de vez em quando, pianos abafados com sonoridades mais pesadas.

Com letras extremamente pessoais, a mesma fala de como é crescer no Sul de Londres (“With the art students and the boys in bands”), dos seus problemas com drogas, álcool e distúrbios alimentares ("Before I was drunk in Camberwell again”) e do vazio que sente e tenta preencher ("But the more I took, the more it took away”). High as Hope torna-se, assim, num álbum íntimo, não só para Florence, mas como para quem ouve.



O disco termina com No Choir, que é interpretada por Florence totalmente a solo, sem o seu estrondoso coro, como é habitual. A música ("I gathered you here / To hide from some vast unnameable fear / But the loneliness never left me") parece ser uma conclusão ao tema recorrente em todas as canções: a irónica solidão sentida por Florence, mesmo que constantemente acompanhada.

O álbum está disponível em todas a plataformas, incluindo Spotify e Apple Music.



0 comments:

Enviar um comentário