Bons Sons 2018: quarto dia | Watch and Listen!

Bons Sons 2018: quarto dia


O sol nasceu para um domingo que trouxe consigo a despedida a Cem Soldos. No último dia do festival, já com menos plateia, a energia não se viu diferente. O calor fez-se sentir até ao fim do dia, os festivaleiros espalharam-se pelos espaços mais ensombrados, e a música continuou.

A tarde começou com Orquestra de Foles e Douradas Espigas no palco MPAGDP, aos quais se seguiram Monday a abrir o palco Giocometti. Com uma surpresa de Moonshiners numa das varandas da aldeia, a grande estrela da tarde foi Luís Severo, que encheu o palco da entrada da Vila e se juntou ao pôr-do-sol.

Rodrigo Amado Motion Trio preencheram a hora do jantar e, com o cair da noite, os maiores nomes do último dia chegaram à vila. Dead Combo assistiu a casa cheia e casa mexida. A sonoridade já tão conhecida traz sempre algo novo e o momento em Cem Soldos não foi exceção. 


Enquanto Moonshiners animavam o Palco Amália, já o Palco Zeca Afonso enchia para receber Linda Martini.Um concerto em grande, com sons antigos e sons novos, a mesma energia e a mesma entrega. Ainda em apresentação do álbum mais recente, o quarteto deixou no ar a expectativa do que mais está para vir.

E, quatro dias depois, ainda se dançava e sorria no Bons Sons. FOQUE + GADOT fecharam o último palco e último dia, com a mesma energia que a que se viu no início do festival. E a partir dali, só faltava mais um ano para o próximo.



Fotos: Miguel Rocha
Texto: Carolina Alves

0 comments:

Enviar um comentário