Sofar Sounds Lisbon x Mini: música e mobilidade unidas | Watch and Listen!

Sofar Sounds Lisbon x Mini: música e mobilidade unidas


No dia 13 de outubro, o Sofar Sounds Lisbon e a MINI juntaram-se para uma experiência memorável. A MINI ficou encarregue de levar as pessoas de carro até ao NOW Lisboa, perto do HUB Criativo do Beato, e o Sofar Sounds ficou a cargo da música. Tiago Bettencourt, GOSTO e D'alva foram os nomes escolhidos para a sessão na capital.

Esta edição do Sofar Sounds foi bastante especial, porque houve em várias cidades do país. Em Almada, houve concertos de Tainá, Pierre Danae e PIVOT. O Porto contou com Best Youth, Freddy Beats e Luke Marzec. Braga teve Monday, Omiri e Leo Middea. Lince, Janeiro e SEASE estiveram em Coimbra. Lá em baixo, em Faro, Russa, Whales e Time For T. foram os escolhidos para atuar. Já nas ilhas, houve Diana Duarte, João Borges e Joana Espadinha no Funchal, e Sara Cruz, We Sea e Vaarwell em Ponta Delgada.

O primeiro a atuar foi Tiago Bettencourt, dando um concerto acústico e intimista. Apenas com a sua guitarra e voz maravilhosa. Ao longo do concerto, estava sempre a falar com o público e a tocar músicas pedidas pelo mesmo, incluindo alguns dos seus maiores êxitos. Este back to back tornou tudo ainda mais especial. Ultrapassou o tempo limite de atuação, mas ninguém ligou porque podia ter ficado ainda mais tempo. Assim, foi um bom começo para esta edição. 


Em seguida, veio GOSTO, um músico e produtor holandês. Também numa versão acústica e só com uma guitarra e um colega no teclado, o artista apresentou-se ao público lisboeta num concerto calmo, mas memorável. Apesar de ter sido algo mais descontraído do que é em estúdio, foi bom vê-lo assim e a fazer as pessoas sentirem-se aconchegadas a ouvirem os seus temas com o frio que ia chegando devido à tempestade nesse dia. Só se pode esperar que volte ao nosso país, com banda, para dar um concerto maior.


Conforme ia anoitecendo, e o tempo ia mudando, começou-se a falar no furacão Leslie. Porém, o único furacão que passou neste Sofar foi o D'alva. Com um novo disco, Maus Êxitos, acabado de sair no dia anterior, a banda decidiu aproveitar a oportunidade para apresentar alguns temas do mais recente trabalho e, ao mesmo tempo, outros mais antigos. No princípio do concerto, o público estava sentado no chão, mas, alguns minutos depois da banda ter mencionado esse facto, levantou-se e, desde a primeira fila até à última, estava tudo a dançar. A realidade é que num espetáculo dos D'alva é impossível alguém ficar parado(a). Uma banda que sabe sempre inovar ao vivo e puxar pelas pessoas, concretizou a melhor não apresentação do novo álbum que se podia ter.


A organização do Sofar Sounds Lisbon e a MINI estão de parabéns pela iniciativa de levarem música diferente um pouco por todo o país, ao mesmo tempo.

Sofar Sounds Lisbon x Mini

Texto e fotos: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário