Janeiro no Estúdio Time Out: a experiência | Watch and Listen!

Janeiro no Estúdio Time Out: a experiência


Janeiro marcou três datas para apresentar o seu disco de estreia, ‘Frag.men.tos’, de uma forma especial – sendo que não foi apenas um concerto. No dia 28 de fevereiro, foi a vez de tocar em Lisboa – no Mercado Time Out - e contou com vários convidados.

Meia-hora antes das portas abrirem, já estava formada uma longa fila de pessoas à espera de assistir aquilo que se tinha dito ser um mix entre concerto, teatro e cinema. Quando tudo assentou e parecia que todos já tinham entrado podia-se ver que a sala estava lotada e, de certeza, que ninguém poderia imaginar o que ali se iria passar. No palco, estavam dispostas várias plantas por todo o lado, umas televisões e os instrumentos... pode parecer uma combinação estranha, sendo que parecia que um jardim tinha surgido ali na sala. 

O concerto começou - sem um “boa noite, Lisboa” ou qualquer saudação do género - o que pareceu estranho, mas tudo faria sentido uns momentos mais tardes. Durante o concerto, pelo palco, andavam várias câmaras que iam transmitindo as imagens nos ecrãs por detrás de Henrique Janeiro. Tudo estava feito para recriar uma espécie de ensaio, sendo que a meio do concerto o próprio Janeiro parte a “quarta parede”, dizendo para os amigos que estava um mar de gente a assistir; contudo, um dos amigos em palco – um ator – gozava sempre dizendo que ninguém iria pagar para ver um ensaio do músico. Este amigo teve um papel muito interessante durante toda a atuação, dando muitas vezes uma espécie de contexto antes de uma música; por exemplo, antes de Janeiro começar a tocar ‘Horas’, o amigo começou a dizer: “andas sempre a dizer que estás com pressa”, “vives à noite” ... coisas referentes ao tempo. O mais giro foi mesmo, depois de acabarem de tocar esta canção, quando o amigo chegou com um relógio e um martelo e “partiu o tempo”; quantos de nós já não desejaram isto?

O público alinhou sempre na brincadeira e estava bem animado, mas a cantoria e a dança ficaram mais vivas quando Janeiro tocou canções como ‘Contas no Estrangeiro’, ‘Toma Coisas Para Viver’, ‘Teu Ar Ruim’ e - principalmente – em ‘Canção Para Ti’. 

Para além do belo repertório da obra de Janeiro, o cantor recebeu em palco alguns convidados, como por exemplo Carolina Deslandes, Tainá Mota, Pedro Dias e Benjamim. Quando este último chegou ao palco, sorrateiramente após Janeiro ter cantado com Deslandes, foi de facto um dos momentos altos da noite. Benjamim tocou com Janeiro o seu tema ‘Terra Firme’, sendo que maior parte dos presentes na sala tinha a letra bem presente na ponta da língua. 

Entretanto, Janeiro acabou por se fartar da situação em que estava e quis provar que de facto estavam pessoas a assistir ao seu concerto, não sendo um “ensaio” normal, e é aí que pega num martelo e “desfaz” a parede que separava o palco da plateia. A partir desse momento, a interação com o público foi espantosa, levando toda a gente em palco a saltar sem parar no final de ‘Canção para Ti’ – sendo que na maior parte das vezes Henrique nem precisou de cantar, pois o pública fazia-o por ele. 

No final, o concerto teve um fecho que deixou muitos um pouco intrigados: toda a gente em palco “desligou-se”, acabando deitada no chão até que tudo abandonasse a sala. 

Assim foi a experiência para a qual nos convidou Janeiro: divertida, intrigante e cheia de música bonita.


Janeiro @ Estúdio Time Out

Texto: Catarina Amado
Fotos: Iris Cabaça

0 comments:

Enviar um comentário