Algumacena e Pista no Sabotage: os que restam da noite


Ontem, dia 30 de janeiro, foi noite de rock no Sabotage com os Algumacena e os Pista. Da Margem Sul para Lisboa, as duas bandas trouxeram suor, dança e amizade enquanto chovia lá fora.

Os Algumacena foram os primeiros a atuar, e o duo formado por Alex D'Alva Teixeira (D'Alva) e Ricardo Martins (Pop Dell’Arte, Bruxas/Cobras, Jibóia e Papaya) começou logo em grande. Com a presença em palco incontornável de Alex e o poder de Ricardo na bateria, sabia-se que seria um momento imperdível. Em plena sintonia um com o outro, despejaram as suas músicas que misturam rock, punk e percorrem outros estilos musicais, até tendo incluído loops gravados pelo vocalista. Já as letras são duras e cruas, abordando temas como o racismo e o machismo. É, sem dúvida, um projeto que merece crescer e bastante nos próximos tempos.

Algumacena @ Sabotage

A seguir, foi a vez dos Pista subirem ao palco. A banda trouxe alguns temas do primeiro álbum Bamboleio (2015) e outros novos do segundo trabalho Ocreza (2019). Após um rock bruto e honesto, foi a vez de se dançar. A banda formada por Bruno Afonso (bateria), Cláudio Fernandes (guitarra) e Ernesto Vitali (guitarra) fez aquecer a noite com o seu rock tropical. De repente, quase que nos levaram para o verão. Alex D'Alva Teixeira voltou ao palco para cantar "Campipraia" e "A Tal Tropical". Fazendo um serão repleto de sonoridades variadas e amizade.

Pista @ Sabotage

Comentários

Mensagens populares