Instaverso: aposta na inovação

 

Instaverso é a mais recente série do RTP Lab, estreada a 20 de abril na plataforma, que conta a história de Maria, dividida entre o mundo real e o digital. 

Desde 2017 que a RTP tem apostado em séries jovens, interessantes e diferentes na sua programação do RTP Lab. Casa do Cais, Amnésia e Frágil são alguns exemplos de inovação nacional. Instaverso é mais uma dessas histórias. 

TW: Spoilers.

Apenas em cinco episódios de quinze minutos, explora o universo digital como ainda não se tinha visto numa produção nacional. O mais próximo e, igualmente, semelhante a Black Mirror foi Bad & Breakfast, que estreou em 2018. A trama inicia-se quando na noite em que Maria (Beatriz Barosa) é pedida em casamento pelo seu namorado Miguel (Luís Garcia), descobre um portal para a vida da sua influencer preferida, Inêsperada (Teresa Tavares). Na verdade, Maria entra num universo paralelo onde falar com Inêsperada, jantar com ela, fazerem a maquilhagem juntas e serem amigas. Enquanto que no mundo real, o seu namorado a procura por estar preocupado com o seu desaparecimento, e começam a aparecer fotos no Instagram da influencer com Maria que ela não tirou porque, ainda, não se conheceram. 

A série serve como uma crítica às redes sociais. Sendo que, num lado há a pessoa que vive das mesmas e tem de parecer e agir de uma certa forma para construir a sua imagem. E, no outro está a pessoa que vê todos os seus posts e deseja ser como ela para ter uma vida igual. Ao mesmo tempo, mostra a perspetiva de inversão dos papéis, onde Maria consegue viver exatamente o que queria numa narrativa que pode controlar à sua vontade. Porém, nem tudo é o que parece, porque nota-se alguns glitchs nessa simulação chegando a ter algumas partes um pouco assustadoras. No princípio, Maria deixa-se levar demasiado e pensa que é tudo real, apesar das falhas, mas quando se apercebe da verdade, tenta sair e encontrar a porta, sem sucesso. Acabando com um pequeno plot twist que deixa o desejo de uma segunda temporada.

Instaverso consegue contar uma história atual com elementos modernos e refrescantes fazendo uma crítica social ao mesmo tempo. Tornado-a numa aposta do RTP Lab e mostrando que há muito talento nacional por desvendar que merece tempo de antena. Além disso, também se cria um espaço onde se pode inovar muito mesmo com um orçamento baixo. 

Comentários