#Throwback: Days Are Gone das Haim

O álbum de estreia das Haim, Days Are Gone, foi editado a 27 de setembro de 2013. Um disco aclamado pela crítica que definiu a sua grande entrada no mundo da música.

Days Are Gone marca a primeira aventura das irmãs Haim: Danielle, Este e Alana. O álbum estreou no número um no Reino Unido e em sexta posição nos Estados Unidos. Em pouco tempo, conseguiram alcançar sucesso comercial enquanto apelavam à audiência indie. "Forever" foi o single escolhido para apresentar o trio. "Don’t Save Me" e "Falling" foram as escolhas seguintes para criarem hype à volta do LP. Com o lançamento, começou a ser aclamado pela crítica e já é um clássico. Antes disso, lançaram o EP Forever em 2012, independentemente, e abriram para Florence + The Machine e Mumford & Sons no ano seguinte, após ter assinado com a editora Ploydor. 

Produzido pelas três irmãs, algo que na altura parece ter passado ao lado dos críticos, conseguiram juntar várias inspirações musicais mais antigas transportadas para o presente em Days Are Gone. A sonoridade eclética mistura influências de soft-rock dos anos 80, R&B, pop-rock, adicionando uma brisa calorosa da Califórnia. Tudo isto resulta em músicas refrescantes fáceis de se gostar logo na primeira audição e difíceis de saírem da cabeça. "If I Could Change Your Mind" um R&B dançável e contagiante. "Don’t Save Me", "Falling", "Days Are Gone" e "Forever" representam o lado mais pop do disco. A sensual "My Song 5", que mais tarde recebeu um remix de A$AP Ferg em 2014, é a que sai mais fora do som geral, mas que fica bem na tracklist apesar disso. A certeira "The Wire" e a confiante "Honey & I" puxam pela parte mais pop-rock. Com tantas referências diferentes, podia ter ficado uma confusão, mas acabou por ficar bem e introduzir o som característico da banda. 

As letras falam sobre relações amorosas e o final das mesmas, o que faz alusão ao título. Não são muito profundas, mas complementam as melodias com refrões pop. Em "Let Me Go", pede-se pelo fim de uma relação (I gave you everything I could give /You tried to take, you tried to make it /Take all everything you can't break). No último tema, "Running If You Call My Name", segue-se em frente e deixa-se a relação no passado (When you come my way /I'll keep running if you come my way). 

Já passaram sete anos desde a estreia das Haim com Days Are Gone, e o disco continua tão fresco e eletrizante como na altura em que foi editado. A sonoridade que criaram juntamente com os refrões catchy, consegue torná-lo intemporal e moderno ao mesmo tempo. A seguir, continuaram a construir a sua curta carreira e lançaram Something To Tell You (2017) e Women In Music Pt.III (2020).

Comentários