Gus Dapperton no Capitólio: quando a melancolia e a euforia entrelaçam os dedos | Watch and Listen!

Gus Dapperton no Capitólio: quando a melancolia e a euforia entrelaçam os dedos


O norte-americano Gus Dapperton esteve no Capitólio, em Lisboa, a 19 de fevereiro. O artista ficou longe de fazer ocupar a lotação da sala, mas não deixou de conquistar o público através da atmosfera sonhadora que tão bem caracteriza a sua música.

Ainda sem um álbum de estreia, apresentou o seu trabalho constituído por singles e EPs, publicados desde 2016. É sempre confortável ouvir música com a qual já estamos familiarizados, mas torna-se mais interessante ver um artista cuja carreira está no princípio. Deixar a sala com a sensação de pouco ter ficado por ouvir e com expectativas altas para o que virá a seguir.

Gus Dapperton @ Capitólio

Gus Dapperton @ Capitólio

Aos 21 anos, Gus Dapperton dá a voz por um dream pop carregado de texturas distintas e faz-nos dançar lentamente com as influências disfarçadas do R&B. A sua voz funde-se entre a melancolia e a euforia, resultando num espectáculo com picos de energia, influenciados pelo uso de sintetizadores típicos dos anos 80, entrelaçados com a vontade de parar o mundo e senti-lo de olhos bem fechados. Nem só do vocalista se faz uma banda e Gus não é o único membro talentoso dos Dapperton: a irmã mais nova assegurou grande parte da energia do espectáculo, com as mãos assentes nas teclas e a voz angelical a complementar temas como Gum, Tole and Sole. E a pisar o palco como se dançasse com o vento.

Gus Dapperton @ Capitólio

A setlist não se estendeu além dos 40 minutos, com destaque para I'm Just Snacking do EP Yellow and Such (2017), Prune, You Talk Funny do EP You Think You're A Comic! (2018) ou singles como World Class Cinema (2018) ou My Favorite Fish (2019), tema lançado em fevereiro.

O álbum de estreia Where Polly People Go To Read chega a 19 de abril, através da editora AWAL.

Gus Dapperton @ Capitólio

0 comments:

Enviar um comentário